10 músicas essenciais de David Bowie que você precisa adicionar à sua lista

10 músicas essenciais de David Bowie que você precisa adicionar à sua lista

Infelizmente no dia 10 de janeiro de 2016 perdemos David Bowie, mais conhecido como o “Camaleão do Rock”, devido a capacidade de constante renovação da sua imagem. Bowie foi mestre da androginia e uma admirável figura que ultrapassou os limites artísticos.

Em toda sua carreira (foram mais de quarenta anos), David Bowie foi um artista que o tempo todo abraçou a mudança. Ao contrário de outros, cujas tentativas de permanecerem atuais pareciam hipócritas, Bowie buscou a ousadia, o comprometimento e o mais importante para um superstar do rock, a autenticidade.

41

Se você ainda não ouviu a discografia do “camaleão do rock”, não se desespere. O site “eHow” listou as 10 melhores canções indispensáveis que não podem faltar na sua playlist. Confira:

  • Space Oddity – 1969

42

Essa canção é inspirada na aclamada obra de Stanley Kubrick, “2001 – Uma Odisseia no Espaço”. Em seu clipe, Bowie explora imagens e sons do espaço exterior. “Space Oddity” também possui uma pegada acústica baseada no estilo “singer-songwriter”.

  • Man Who Sold the World – 1970

Possui um alto grau de contraste com o seu trabalho anterior. Bowie começou a utilizar elementos do hard rock em sua música. Essa obra foi regravada posteriormente  em 1993 pela banda Nirvana em seu álbum “MTV Unplugged”.

  • Changes – 1971

Vindo do artista que abraçou a mudança, esta é uma das suas canções mais famosas e duradouras.

  • Ziggy Stardust – 1972

43

Bowie definiu de forma definitiva o estilo “Glam Rock” com seu álbum “The Rise and Fall de Ziggy Stardust e Spiders From Mars”, com a música “Ziggy Stardust” que se tornou destaque. A obra é inspirada num fictício rock star chamado “Ziggy Stardust”. A canção atingiu a quinta posição nas mais ouvidas do Reino Unido e o nº 75 na BillBoard Music Charts nos Estados Unidos.

  • Fame – 1975

Foi lançada por Bowie no álbum “Young Americans” em 1975. Antes de concluir a gravação, o cantor encontrou-se com John Lennon em Nova Iorque. O Beatle participou da música gravando um backing vocal.

  • Heroes – 1977

O público não considerou um sucesso quando foi lançado, porém diversos artistas e a crítica musical discordam dessa opinião. Mais tarde, “Heroes” se tornou a segunda canção mais ouvida de Bowie – “Rebel Rebel” é a primeira.

  • Ashes to Ashes – 1980

44

Nesta canção Bowie revive seu personagem “Major Tom” de “Space Oddity”. Em vez de refletir o astronauta hippie de 1969, Major Tom é agora um viciado junky da década de 1980.

  • Let’s Dance – 1982

Em forte contraste com o estilo bombástico de Ziggy Stardust, Bowie faz uma transição para uma persona mais elegante, discreto, com música condizente. Também dispõe de guitarra no blues virtuoso, Stevie Ray Vaughan.

  • I’m Afraid of Americans – 1997

Ritmos irregulares e letras cortantes fazem desta canção um dever para se ouvir. Tocá-la logo depois que você ouvir “Let’s Dance” nos possibilita apreciar plenamente as novas cores do camaleão. Algum deste som cru pode ser atribuído à Trent Reznor do “Nine Inch Nails”, que produziu, misturou e introduziu muitos dos instrumentos na música.

  • Lázarus – 2016

45

Essa recente obra não poderia ficar de fora. Dias antes da sua morte, ele lançou “Blackstar”. Esta canção incorpora elementos do passado musical de Bowie, tornando-se um final trágico perfeito.


O que você acha?